Para o domingo mais frio do ano…

Darcy Suzuki | Atualidades, Pré - Curso de Japonês | Domingo, 24 de Fevereiro de 2008

Vou à loja de conveniência e ouço esta música, fui ao mercado de madrugada e toca esta música…

Nas rádios, TVs, banheiro de shopping centers até em celulares vizinhos…

De quando em quando, no Japão, algumas baladas você ouve sem querer ouvir. Meio que forçado…

Em 2008 está sendo está aqui…


そばにいるね
SOBA NI IRU NE
PRÓXIMO A VOCÊ

Letra: Telma Aoyama & Soulja (青山テルマ&SOULJA)
Música: SOULJA

[青山テルマ Telma Aoyama]

Parte 1

あなたのこと 私は今でも思い続けているよ
Anata no koto watashi wa ima demo omoi tsuzukete iruyo
Mesmo agora eu ainda tenho pensado em você

いくら時流れて行こうと I’m by your side baby いつでも
Ikura toki nagarete yukouto I’m by your side baby itsudemo
Mesmo com o passar do tempo eu estou ao seu lado, sempre

So、どんなに離れていようと
So donna ni hanarete iyouto
Então, sem importar com a distância…

心の中ではいつでも一緒にいるけど 寂しいんだよ
Kokoro no naka de wa itsudemo issho ni irukedo sabishiin dayo
Você sempre está dentro do meu coração, mas me sinto solitária,

So baby please ただ hurry back home
So baby please tada hurry back home
Então, por favor, apenas retorne pra casa correndo…

Parte 2

Baby boy あたしはここにいるよ どこもいかずに待ってるよ
Baby boy atashi wa koko ni iruyo doko mo ikazu ni matteru yo
Baby boy, eu ainda estou aqui te esperando sem sair do lugar

You know that I love you だからこそ 心配しなくていいんだよ
You know that I love you dakara koso shinpai shinakute iin dayo
Você sabe que eu te amo, então, não há com o que se preocupar

どんなに遠くにいても変わらないよこの心
Donna ni tooku ni itemo kawaranaiyo kono kokoro
Mesmo que distante nada mudará este meu coração.

言いたい事わかるでしょ?
Iitai koto wakaru desho?
Você entende o que eu quero dizer?

あなたのこと待ってるよ
Anata no koto matteru yo
Eu estou a te esperar.

[SoulJa]

んなことよりお前の方は元気か? ちゃんと飯食ってるか?
Nna koto yori omae no hou wa genki ka? Chanto meshikutteru ka?
Do que isto, você está bem? Tem comido bem?

ちくしょう、やっぱ言えねぇや
Chikushou, yappa ie neeya
Que droga, eu não consigo falar

また今度送るよ 俺からのLetter
Mata kondo okuru yo ore kara no letter
Outra hora te envio da minha parte, uma carta…

[青山テルマ Telma Aoyama]

過ぎ去った時は戻せないけれど 近くにいてくれた君が恋しいの
Sugisatta toki wa modossenai keredo chikaku ni ite kureta kimi ga koishii no
Não podemos retornar no tempo mas tenho saudades do tempo que ficamos juntos

だけど あなたとの距離が遠くなる程に 忙しくみせていた
Dakedo anata to no kyori ga tooku naru hodo ni isogashiku misete ita
Mas, quanto mais você distanciava eu me mostrava ocupada

あたし逃げてたの
Atashi nige tetano
Eu estava fugindo…

だけど 目を閉じる時 眠ろうとする時 逃げきれないよ あなたの事
Dakedo me wo tojiru toki nemurou to suru toki nige kirenaiyo anata no koto
Mas quando fecho os olhos para dormir não consigo fugir de você

思い出しては 一人泣いてたの
Omoi dashite wa hitori nai tetano
E relembrando chorava sozinha.

Repetir Parte 1 e Parte 2

[SoulJa]

不器用な俺 遠くにいる君
Bukiyouna ore tooku ni iru kimi
Eu, sempre desajeitado, para você, distante,

伝えたい気持ちそのまま言えずに 君は行っちまった
Tsutae tai kimochi sonomama iezuni kimi wa icchimatta
Sem conseguir dizer meu sentimento, você se foi,

今じゃ残された君はアルバムの中
Ima ja noko sareta kimi wa arubamu no naka
Agora, só me resta você no meio de um álbum…

[青山テルマ Telma Aoyama]

アルバムの中 納めた思い出の
Arubamu no naka osame ta omoide no
Dentro do álbum cheio de lembranças,

日々より 何げない一時が 今じゃ恋しいの
Hibi yori nanigenai hitotoki ga ima ja koishiino
Do que os dias seguidos, agora eu desejo alguns daqueles momentos

And now あなたからの電話待ち続けていた
And now anata kara no denwa machi tsudzukete ita
E agora… Estive a esperar ao telefone a sua chamada,

携帯にぎりしめながら眠りについた
Keitai nigirishime nagara nemuri ni tsuita
Continuei dormindo segurando o celular

あたしは どこも行かないよ ここにいるけど
Atashi wa dokomo ikanaiyo koko ni irukedo
Eu não vou a nenhum lugar e vou continuar aqui

見つめ合いたいあなたの瞳
Mitsume aitai anata no sono hitomi
Quero rever estes seus olhos

ねぇわかるでしょ? あたし待ってるよ
Nee wakaru desho? Atashi matteru yo
Vocë entende né? Estou te esperando.

Repetir Parte 2

[SoulJa]

俺はどこも行かないよ ここにいるけれど 探し続けるあなたの顔
Ore wa doko mo ikanai yo koko ni iru keredo sagashi tsuzukeru anata no kao
Eu não vou a lugar nenhum, estou a continuar procurando o seu rosto

Your 笑顔 今でも触れそうだって思いながら手を伸ばせば 君は
Your egao ima demo fure soudatte omoi nagara te wo nobasse ba kimi wa
Pensando em poder acariciar você sorridente ao esticar as minhas mãos…

Repetir Parte 1 (Duas vezes)

Convite Aberto…

Darcy Suzuki | Adendos | Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Caros visitantes,

Este espaço está de mudança!

Graças à fatores diversos, como a melhora da economia brasileira, o aumento de investimentos japoneses no Brasil, maiores contribuições de empresas às ONGs e ONPs no Japão, estou felizmente cheio de trabalho e não estou conseguindo acompanhar este espaço como deveria e merecem os brasileiros que aqui tem vindo.

Por isto, estou iniciando um novo projeto: uma espécie de blog com vários autores com notícias e informações sobre o Brasil e o Japão.

Logo mais, estarei informando o novo endereço.

Gostaria demais que vocês participassem comigo nesta empreitada.

Maiores informações: info@flybysky.net

Saudades de Maki Oguro

Darcy Suzuki | Recordar é viver, Pré - Curso de Japonês | Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

A cantora e compositora Maki Oguro (大黒摩季 おおぐろ まき) é umas das maiores vendedoras de CDs do mundo fonográfico japonês. Ela nasceu na fria região de Hokkaido no norte do país mas o ritmo das suas músicas são quentes e vibrantes, qual de um país tropical abaixo da linha do Equador que eu conheço.

A letra e o conteúdo das suas músicas é um aparte que merece uma atenção especial pela sensibilidade e inteligência.

Se você não a conhece deve saber o que está a perder…


あなただけ見つめてる
ANATA DAKE MITSUMETEIRU
EU SÓ OLHO PARA VOCÊ

Tema do desenho animado “Dr. Slump”
Letra e Música: Maki Oguro (大黒摩季)

あなただけ見つめてる
Anata dake mitsumeteiru
Eu só olho para você,

出会った日から 今でもずっと
Deatta hi kara Ima demo zutto
Desde quando te vi até hoje.

あなたさえそばにいれば他に何もいらない
Anata sae soba ni ireba hoka ni nannimo iranai
Estando próximo a você, eu não quero mais nada.

夢の High Tension
Yume no …
Sonhos de alta tensão.

願い事 叶ったの 柔らかな冬の日
Negaigoto kanatta no yawarakana fuyu no hi
Meus sonhos foram realizados num macio dia de inverno,

うつむき恥ずかしそうな Special Drivin’ Date
Utsumuki hazukashizouna…
Num passeio especial, cabisbaixa e envergonhadamente…

あなたがそう 喜ぶから
Anata ga sou yorokobu kara
Mas, porque você se contenta assim,

化粧をまず止めたわ
Keshou wo mazu tometawa
Inicialmente, parei com as maquiagens.

どこいても捕まるようにポケベル持ったわ
Doko itemo tsukamaru youni poke beru (Pocket Bell) motta wa
Para ser apanhada onde for, adquiri um bip de mensagens,

車も詳しくなったし
Kuruma kuwashiku natta shi
Me tornei especialista em carros,

サッカーさえも好きになったわ
Soccer sae mo suki ni natta wa
Até de futebol comecei a gostar,

迷っているけど この人に一生ついていこうと決めた
Mayottee iru kedo kono hito ni isshoo tsuite yukou to kimeta
Mesmo insegura, eu decidi que quero seguir a vida ao lado desta pessoa.

あなただけ見つめてる
Anata dake mitsumeteiru
Eu só olho para você.

出会った日から 今でもずっと
Deatta hi kara ima demo zutto
Desde o dia que te vi até hoje.

あなたさえそばにいれば他に何もいらない
Anata sae soba ni ireba hoka ni nannimo iranai
Estando próximo a você, eu não quero mais nada.

愛の High Tension
Ai no …
Amor de alta tensão.

あなたがそう 望むから
Anata ga sou nozomu kara
Porque você deseja assim,

真っ直ぐ帰るようになった
Massugu kaeru you ni natta
Agora eu retorno direto pra casa,

ザツだった言葉使い丁寧になった
Zatsu datta kotobazukai teinei ni natta
Palavras vulgares deram lugar às palavras cuidadosas,

あなたがそう うつむくから
Anata ga sou utsumuku kara
Porque você me aprova assim,

長電話も止めたわ
Naga denwa mo tometawa
Até conversas longas ao telefone eu parei,

便利だった男の子達 整理た(かたづけた)
Benri datta otoko no ko tachi katazuketa
Dei um jeito naqueles homens convenientes,

髪も服も目立たなく お料理もガンバルから
Kami mo fuku mo medatanaku oryori mo gambaru kara
O cabelo e as roupas agora são não-chamativas e estou a me esforçar na cozinha,

Party には行きたいな…
… ni ikitai na~
Que vontade de ir à uma festa…

嫌悪(いや)がってたあの娘とも絶交したわ
Iyagatteta ano ko to mo zekkou shita wa
Até aquela garota que não gostava retomei a amizade,

あなただけ見つめてる
Anata dake mitsumeteiru
Eu só olho para você.

昔みたいに笑わなくなった
Mukashi mitai ni warawanaku natta
Deixei de rir como no passado,

苦手だった Spicy Your Mama
Nigate datta…
Até com a sua picante mamãe

今ではお茶してる
Ima wa ochá shiteru
Agora eu tomo chá com ela.

ヤバイ High Tension
Yabai…
Perigosa alta tensão.

あなただけ見つめてる
Anata dake mitsumeteiru
Eu só olho para você.

そして他に誰もいなくなった
Soshite hoka ni daremo inaku natta
E acabei ficando sem mais ninguém.

地味に生きて行くの
Jimi ni ikite yuku no
Agora vou viver recatadamente,

あなた好みの女
Anata konomi no onna
Como uma mulher do seu gosto.

目指せっっ!!Love Power!!
Mezassê!!! …
Vamos!!!!! Ao poder do amor!!

あなただけ見つめてる
Anata dake mitsumeteiru
Eu só olho pra você.

独りで待つ二人だけの部屋
Hitori de matsu futari dake no heya
Na nossa casa estou a te esperar sozinha.

あなたの微笑みはバラ色の鎖
Anata no hohoemi wa barairo no kusari
O seu sorriso é um par de algemas rosadas.

行けっっ!! 夢見る 夢無し女!!
Yuke!! Yumemiru yumenashi onna!!
Avante!!! Mulher sonhadora sem sonhos!!

O caso da revista Veja.

Darcy Suzuki | Atualidades, Imprensinha, Contra-informação | Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

Pequenas notas para um trabalho de Hércules.

Visitantes poucos deste espaço pequeno, meninos e meninas, demais inteligentes e seleto:

Ana Paula Sousa é sem sombra de dúvida o melhor braço, um dos textos mais limpos, e puros, desta época triste do nosso jornalismo brasileiro. Não! Porque o mundo ainda continua bonito, as pessoas fortes, o tempo um demônio e o vento moinho. Só a imprensa brasileira caminha ao M maiúsculo. Exceto… Salve Ana Paula Sousa! Ela escreve na revista Carta Capital. É editora de cultura. Um primor…

Falando em M maiúsculo me lembro da revista Veja…

Luís Nassif é outro, este um cidadão, que traz consigo uma esperança e uma respeitabilidade; respeito, peito e habilidade, que nos lembra que nem tudo está perdido no país. Antes de jornalista, homem, e repórter sempre. Este, uma primazia.

Não deixe de ler!!! Não saiba; sinta!!!

O caso da revista Veja:

A catarse e a mídia

A mudança de comando

A guerra das cervejas

O caso Andre Esteves

O caso COC

Primeiros ataques a Dantas

Assassinatos de reputação

O quarteto de Veja

Os primeiros serviços

O caso Edson Vidigal

O dossiê falso

Toyota & coyotes.

Darcy Suzuki | Atualidades, Contra-informação | Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

A montadora de automóveis Toyota Motors Corporation foi originada de uma fabriqueta de maquinarias de fiação de Sakichi Toyoda (豊田佐吉 とよ さきち)que viveu entre 1867 a 1930. Os primeiros registros oficiais datam em setembro de 1933 pelas mãos do seu filho Kiichiro Toyoda (豊田 喜一郎 とよだ きいちろう).

Devido à numerologia aliado aos números de toques de pincel do ideograma japonês a marca já estava rebatizada de Toyoda para Toyota em 1937.

Acima de tudo, um projeto nacional, em 1959 a cidade em que ocupava a matriz também mudara de nome para Toyota-shi cedendo o título do primeiro quarteirão do bairro Toyota à sede da empresa. Portanto, a Toyota Motors fica em Toyota-shi, Toyota-cho Quadra 1, no coração do Japão e nos corações dos japoneses.

Esta vanguardia para se (auto-)superar vem portanto, antes do pós-guerra. Sabe-se lá o que faziam durante a guerra mas como todo tratamento dado a qualquer ídolo ou idolatrado, a Toyota deve ter passado no deserto. Entenda-se que antes da montadora ser mais uma no cenário mundial, a Toyota é muito mais. A Toyota no Japão é sinônimo de tecnologia, modus operandi, modus vivendi e modus essendi.

Muito embora, com toda a eficácia a Toyota introduza processos como os modelos dos kanbans para o controle de estoques, (Copiados por seus técnicos das livrarias que desde sempre, seus produtos, livros e revistas, contêm um pequeno filete de papel especificando-o, e que levados ao caixa são devidamente coletados e ao final do dia eram re-encomendados às editoras, facilitando o processo de atualização de estoque; neste mercado que editam cerca de 200 novas edições ao dia. Hoje são os códigos de barra que cumprem esta função.) atualmente, ocorre o inverso; todo e qualquer empreendimento não acoplando os ensinamentos e os preceitos da Toyota estão fadados ao insucesso. Do processo de compra e venda de telefones celulares a uma mega compra e entrega automatizada de um hipermercado; de uma pizzaria de entrega à domícilio ao processo logístico de uma pequena fábrica.

Detentora e sabedora da importância desta cultura adquirida a Toyota cumpre o seu papel distribuindo manuais a quem interessar deva, que vão desde os princípios de uma linha de montagem de eficiência total, disposição de máquinas para a produção limite ao mais baixo custo e qualidade máxima, até os procedimentos para aperfeiçoar harmonicamente os departamentos pessoais para casos de entraves trabalhisticos, e também, dispositivos para uso de mãos de obra estrangeira.

Um dos pilares que ajuda, e muito, este projeto nacional, é a imprensa japonesa. Logo após ao anúncio de que a forma da General Motors contar os carros produzidos seja no pátio ou nas revendedora pelas totalidade, divergirem da forma de contar da Toyota Motors, sempre justos, contando os produzidos e vendidos, os meios de comunicação japoneses vieram uníssonos lembrando que a Toyota ainda não era a maior produtora de veículos. “Fica para o próximo ano.” dizia cabisbaixo o noticiarista. Exacerbados e ineptos, no Brasil já anunciavam notícias outras. Baboseiras e falando de processos tecnológicos sem material humano educado.

Eis no entanto, que esta façanha só está possível devido ao achatamento salarial pela qual passa o povo japonês. Desde que o dólar no ano de 1995 atingiu o contra-pé dos empresários japoneses, chegando bem abaixo de 100 ienes, apressou-se as devidas mudanças para passar incólumes à turbulências o empresariado; mudando-se as regras de contratação de pessoal, admitindo mulheres em linhas de produção noturnas e alternadas, a equiparação e a não diferenciação do trabalho entre homens e mulheres, reduzindo horas extras, antecedendo aposentadorias aos idosos, renovando todo o fronte nivelado num nível mais enxuto, e, outras estripulias mais, entre M&A, parcerias, conjunções de forças. Erra quem diz que a Toyota está isento deste processo.

Não por isso, o atual presidente da Toyota Motors. Hiroshi Okuda presidiu o Keidanren, a associação dos empresários japoneses, uma espécie de Fiesp, mas inteligente e com uma visão mais ampla e longinqüa, nos anos de 2002 a 2006. Os anos principais para toda esta transformação.

Com isto, todos os economistas japoneses não vacilam em dizer que o dólar pode chegar até os 90 ienes que a economia japonesa não quebra. Aliás, como o Japão importa quase tudo, das matérias-primas à alimentação, perigando até levam uma certa vantagem na totalidade.

Isto é, claro e logicamente, porque aumenta o número de pessoas que ganham menos no país. Eu e você.

Registros Antigos »